- Então? E a Amazônia?...- Nem ?inferno verde? nem ?paraíso verde?.Terra bem terrestre, encanto da nossa terra. Quanto à cor acho impossível chamar de verde o que é azul cru, ouro nítido, até branco às vezes como um meio-dia do lago Arari em Marajó.
Abacatte
Product ID: 1941
Product SKU: 1941
New In stock />
HÁ UMA GOTA DE POESIA EM CADA RIO DA AMAZÔNIA

HÁ UMA GOTA DE POESIA EM CADA RIO DA AMAZÔNIA

Marca: Abacatte Referência: 3991

Carregando...
- Então? E a Amazônia?...- Nem ?inferno verde? nem ?paraíso verde?.Terra bem terrestre, encanto da nossa terra. Quanto à cor acho impossível chamar de verde o que é azul cru, ouro nítido, até branco às vezes como um meio-dia do lago Arari em Marajó. As águas em geral são pardas, certos igarapés são cinzentos como as penas do mauari, o rio Negro é preto de verdade, as tardes vão do creme ao roxo mais artificial... Tem de todas as cores na Amazônia...- Vejo que se entusiasmou.- De certo! É um mundo de encantos indescritíveis esse Norte. E que povo bom, que sociedade cordial! Nem imagina o encanto com que se viaja por lá.Trecho de entrevista com Mário de Andrade na ?Crônica Social? do Diário da Noite. São Paulo, 20 de agosto, 1927.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
  • Autor: Fernando A. Pires
  • Ilustrador: -
  • Editora: ABACATTE EDITORIAL
  • Gênero: Literatura infantojuvenil
  • Tema: Prosa poética, Contos
  • Formato: 18 x 24
  • Página: 80
  • Série/Coleção: N/I
  • Data de publicação: 44133

Confira os produtos